Artrite na coluna vertebral - Descrição e tratamento

Você sofre de dor na coluna vertebral há muito tempo? A sua mobilidade está a piorar? Você sofre de falta de apetite e fadiga? A culpa pode ser da artrite. Em caso de dor na coluna vertebral, especialmente dor a longo prazo, não adie a visita ao seu médico. O diagnóstico precoce da causa é importante para influenciar o curso da doença.

Advertência:Não use este ou qualquer outro artigo na Internet para fazer um diagnóstico. Somente um médico pode sempre fazer um diagnóstico correto. Não adie uma visita ao médico e lide com a sua condição de saúde a tempo.

Você quer lidar com a dor, inchaço e inflamação?
Agora há possibilidade de uma aplicação gratuita de terapia magnética 3D Biomag.
Experimentar grátis >>
Artrite da coluna - descrição, tratamento,
Imagem: : Artrite na coluna vertebral

Descrição da artrite na coluna vertebral e as causas

 A artrite na coluna vertebral é um conjunto de doenças reumatoides (inflamatórias).

Trata-se da inflamação das articulações na coluna vertebral, provocada por artrite reumatoide. Neste caso, as articulações da coluna cervical são as mais afetadas. Pode-se também tratar de Doença de Bechterew, Artrite Gotosa ou Artrite Psoriática.

A Artrite Reumatoide das articulações na coluna vertebral é mais frequentemente manifestada por aumento da temperatura, com tumidez, inflamação ao redor das articulações, dor e sensibilidade ao toque. A rigidez articular pode limitar completamente o movimento por várias horas.

A manifestação da rigidez ocorre com mais frequência pela manhã. A articulação se deforma durante a artrite, o que pode causar severas restrições de movimento. A falta de movimento geralmente e consequentemente enfraquece os tecidos ao redor da articulação e, posteriormente de todo o corpo da pessoa afetada. As articulações deformadas perdem a mobilidade normal.

A Doença de Bechterew é uma doença inflamatória crónica na coluna vertebral, caracterizada por dor e rigidez articular. A patologia tem um curso de longo prazo agravada gradualmente. É mais comum dos 15 aos 30 anos, principalmente nos homens.

A causa exata destas doenças permanece pouco clara.

O principal mecanismo prejudicial é a inflamação intra-articular crónica. No caso da Doença de Bechterew, a hereditariedade também desempenha um papel relevante no seu desenvolvimento.

Tratamento da artrite na coluna vertebral – livre-se da dor

O principal objetivo do tratamento é aliviar a dor e retardar os processos inflamatórios. Para esse efeito, os chamados anti-inflamatórios não esteroides são comummente usados. Esta classe de medicamentos atua contra a dor e também a favor na retardação ao desenvolvimento da inflamação que também pode ser inibido pelo tratamento com corticosteroides.

A mobilidade articular também é mantida através de reabilitação com tratamento de hidroterapia.

Para o tratamento da artrite da coluna vertebral oferecem-se os procedimentos como para a artrite de outras articulações.

Utilizam-se os medicamentos anti-inflamatórios não esteroides. O desenvolvimento de inflamação pode ser suprimido por corticosteroides.

Além dos antirreumáticos modificadores da doença sintéticos convencionais (mais comumente o metotrexato), existem outros medicamentos dos grupos de medicamentos modificadores da doença biológicos e sintéticos direcionados (por exemplo, anticorpos anti-TNF-α, medicamentos biológicos com diferentes mecanismos de ação, inibidores sintéticos direcionados, etc.). Eles podem ser usados ​​sozinhos ou em combinação.

  • Medicamento anti-reumático não esteroide – um anti-inflamatório não esteroide contra dor, inflamação e febre.
  • Corticosteroide – a hormona corticoide (obtida nas células do córtex adrenal) com efeito anti-inflamatório.
  • Doença de Bechterew – Espondilite anquilosante.

Reabilitação e hidroterapia serve para apoiar o movimento das articulações afetadas da coluna vertebral, para retardar a progressão e aliviar algumas manifestações da doença – especialmente dor, edema.

É utilizada toda uma gama de métodos – a ginástica terapêutica, fisioterapia (massagens, banhos, aplicação local de frio, crioterapia), uso de correntes elétricas terapêuticas, campos magnéticos e luz polarizada. Outra opção é o tratamento cirúrgico.

A terapia magnética pulsada de baixa frequência tem um lugar importante nos cuidados de reabilitação de algumas manifestações de artrite da coluna vertebral. A terapia magnética em benefício do paciente utiliza um efeito analgésico, anti-edema e cicatrizante com o apoio de efeitos anti-inflamatórios.

A vantagem é a possibilidade de aplicações domiciliares individuais que permitem ao paciente continuar em tratamento intensivo de reabilitação em casa, fora do centro médico.